31 de jul de 2011

Silencio.


Até quando eu vou fingir que as coisas estão bem? Sendo que meu coração esta tomado pela angústia que nunca mais me abandonou.